sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Esta passagem de ano promete!

Não que seja muito diferente do ano passado, se bem que antevejo muito menos trabalho!
Vamos para o bar -In SenSuS caffe bar- onde, e ao contrário do ano passado, não haverá jantar, mas haverá muito que comer e beber para nos despedirmos em grande de 2007. As portas estarão abertas a toda a gente que queira aparecer para beber um copo e celebrar a chegada do novo ano, com um grandioso espectáculo pirotécnico de luz e cor como pano de fundo.
E para fechar a noite em grande e começar o ano em pleno, nada melhor que ir ouvir os ritmos quentes dos Orishas, que eu simplesmente A-D-O-R-O!!!
O miúdo ficará connosco até à meia noite (espero que se aguente sem sono para ver o fogo de artifício) e depois fica com a minha (santa!) sogra até que fechemos o bar.

(re)confortos e afins...

Ora lá fui eu na quarta-feira cheia de optimismo para a consulta no HDF. Pois vou ter que fazer tratamento, mas mais uma vez o médico assegurou-me que continua tudo em estado pré canceroso.
Não têm sido fáceis estes dias, mas ter o Gil e a Cátia a meu lado, chegar a casa e sentir o calor do abraço do meu pitukinho, faz-me acreditar que vou vencer mais esta batalha!
Não adianta continuar a perguntar-me “porque é que isto me está a acontecer?” e a achar-me vítima das circunstâncias e dos outros e tampouco transformar a vida num muro de lamentações!
Pode a dor, a mágoa, a ingratidão, a doença, a revolta, a depressão e a profunda tristeza me bater à porta que eu vou continuar a recusar-me a abrir! Mas confesso que aprecio (bastante!) os gestos de quem tem tentado me (re)confortar! Sabe tão bem saber que alguém se preocupa comigo. Sabe tão bem receber os telefonemas e visitas dessas pessoas.
Obrigado a todos os que me visitaram neste cantinho e pessoalmente, mandaram mails, mandaram sms's e ligaram, estes mimos sabem muito bem :)
Com pessoas como vós a apoiar-me, só posso pensar assim.
Obrigada mesmo por existirem!

Amiga mais que Siss!

Este post é para ti CÁTIA!
Minha Amiga Querida, Minha Amiga Sempre Presente!
Desde que apareceste na minha vida, és uma pessoa imprescindível e não faltas em nenhum momento. Tens estado a meu lado nos bons e nos maus momentos, sempre com um abraço bem apertado e cheio de carinho, sempre sabendo quais as palavras certas para apaziguar o meu coração. És a amiga que não me diz "vai em frente", mas sim "eu vou contigo!". Mais que isso, em vez de dizeres, apresentas-te a meu lado.
Quem disse que amigo é dinheiro no bolso está muito enganado, pois o dinheiro não nos ajuda quando estamos tristes, muito menos quando estamos sózinhos. E os momentos mais difíceis na minha vida fazem-me agradecer por os anjinhos terem colocado uma pessoa tão boa e amiga como tu no meu caminho.
Espero sempre saber retribuir e agradecer esta amizade tão verdadeira que me tens. Tu mereces tudo o que há de melhor!!! Que sempre sejas coberta de bençãos de amor, saúde, paz e muita prosperidade! Que o teu caminho seja iluminado e guiado em todos os passos.
Obrigada minha amiga-irmã por seres tão especial! És uma pessoa incomparável!
Ao longo de todos estes anos de convivência tens-me demonstrado o verdadeiro significado da Amizade! Tanto, que quaisquer palavras de agradecimento que te possa dizer me irão sempre soar a pouco...
Por isso digo-te do coração que te amo muuuuuuuuuuuuuuuito!

terça-feira, 18 de dezembro de 2007

O sentido da Vida

Confesso que nunca mais pensei na biópsia. Nem sequer na altura lhe dei grande importância.
Lembro-me de ter perguntado se os resultados iriam para o centro de saúde ou se os tinha que ir lá levantar.
Lembro-me que o médico me respondeu que ficavam no hospital e que teria acesso a eles na consulta em Junho, excepto se se algo fosse detectado e aí eles entrariam em contacto comigo.
Lembro-me ainda de ter dito em tom de brincadeira: "então se eu tiver o telemóvel desligado até Junho, é sinal que está tudo ok, certo?"
Afinal não ligaram... mas escreveram! :(
Tenho consulta agendada no ínicio da próxima semana.
Aguardo então para saber o que acusou a biópsia.
Entre a esperança e o medo algures fica a minha vida... mas em esperança tenho eu vivido ultimamente, pelo que o pensamento continua positivo! Tenho que estar optimista depois de tudo por que estou a passar este ano. Só posso acreditar que tudo vai correr bem.
Afinal eu descendo dos Rochas! Sempre fui (e sou!) díficil de derrotar e deitar abaixo!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Sobre o ciúme...

"Quando tinha onze anos, Anita foi reclamar com a mãe. "Não consigo ter amigas. Como sou muito ciumenta, elas se afastam".
A mãe estava cuidando de pintinhos recém-nascidos, e Anita pegou um deles, que logo tentou fugir. Quanto mais a menina apertava-o na mão, mais o pintinho se debatia.
A mãe comentou: "experimente pegá-lo com suavidade".
Anita obedeceu. Abriu as mãos, e o pintinho parou de se debater. Começou a afagá-lo, e ele aninhou-se entre seus dedos.
"Também os seres humanos são assim", disse a mãe. "Se você quer prendê-los de qualquer jeito, eles escapam. Mas se for doce com eles, irão permanecer sempre ao seu lado".

in guerreiro da luz

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Lista de Natal

Acho que nunca fiz uma lista escrita de prendas que gostava de receber no Natal, mas hoje inspirada por outros blogs, apeteceu-me!
Então pai Natal, aqui vai:
1. Uma casa! (... daquelas com lareira, sala grande e um jardim enorme para o puto poder brincar!)
2. Um trem de cozinha!
3. Uma máquina digital (com bateria, nada de pilhas!)
4. Uma mala (sim, sim, mais uma!)
5. Uma carteira onde se possa colocar 99 cartões!
6. Um sofá de canto para a sala!
7. Um DVD com TV de tejadilho para colocar na carrinha!
8. Um voucher para as férias do ano que vem!
9. Um telemóvel nokia 8600 luna!
10. Um televisor plasma!
11. Uma moldura de fotografias digital!
12. Uns brincos em ouro branco!
Bem... acho que chega!! :-)

Como vai esse Espírito Natalício?

Quizz de Natal do site da IOL
Festiva

Adora o Natal! Nunca diz que podia ser quando o homem quisesse porque gosta que seja só uma vez por ano. Só assim acredita que se pode valorizar a data e tudo o que significa. Respeito pelos outros e amor ao próximo, mas também a maior das festas da família. Enquanto é Natal, o sorriso só sai do seu rosto se alguém põe em causa as celebrações. É que para si há coisas que são sagradas.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Com que idade vais morrer? :)




You Will Die at Age 76



You're pretty average when it comes to how you live...

And how you'll die as well.



E aquilo a que, de facto achei mórbido, de repente soa-me tão bem...!!!

HDF, gabinete 29

Bem, pelo menos este ano não farei parte dos 950 novos casos de cancro do colo do útero diagnosticados em Portugal!
Na terça-feira lá rumei ao HDF, na companhia do G. e da Cátia (obrigada por tudo amiga! Quero publicamente dizer que te adoro e que desde que te conheço nunca deixaste de estar ao meu lado, nos bons e nos maus momentos! E até nos assim assim! Adoro-te muito! És a irmã, a amiga, a companheira que toda a gente gostaria de ter! Sei que posso, sempre e incondicionalmente, contar contigo!) e após 3 longas horas de espera lá fui chamada ao gabinete 29 e atendida pelo médico.
Entre muito desconforto, incómodo e ardor, o médico lá fez a colposcopia e retirou tecido para uma biópsia. As lesões não aparentavam ser graves e nem cancerosas, pelo que o médico simplesmente as removeu. Bem, não foi assim tão simplesmente porque até ganhei um andar novo nesse dia, mas suportou-se... O tratamento é eficaz a curto prazo, mas são comuns as situações de reaparecimento da doença, pelo que agora serei “controlada” de 6 em 6 meses.
Por tudo isto, porque sempre achei que isto nunca me iria acontecer e porque aprendi que
* o rastreio é essencial para detectar alterações nas células numa fase precoce, permitindo que se evite a progressão para lesões cancerosas;
* fazer uma citologia (exame de papanicolaou) com regularidade é a única forma de reconhecer as lesões pré-cancerosas do colo do útero;
porque o tratamento das lesões pré-cancerosas é simples e eficaz e é o único caminho para evitar o aparecimento do cancro do colo do útero;
* o cancro do colo do útero representa a segunda causa de morte por cancro na Europa em mulheres entre os 15 e 44 anos;
sinto-me compelida a passar a palavra!
Informem-se e não permitam que o cancro decida o vosso futuro, ou o das vossas filhas, mães, irmãs, ou o da vossa filha melhor amiga...
Passem a palavra!
Digam-lhes que o cancro do colo do útero pode afectar todas as mulheres, que é causado pelo Papilomavírus, um vírus muito comum, mas que a prevenção existe!

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Amanhã é dia de veredicto

... ou assim espero!
Vou fazer o exame para saber a localização das células anómalas e saber se as alterações são apenas ligeiras ou se já são células cancerosas e neste caso, se será preciso remover alguma coisa que por aqui esteja a mais.
E sim, já fui ao médico(s). De família (foi ele quem deu o grito de alerta) e à minha ginecologista e ambos confirmam que lesão intraepitelial é indicio de células pré-cancerosas.
Mas estou muito optimista e acho que isto não passa de uma célula meio maluca que resolveu chamar a atenção no dia em que fiz a citologia.
No entanto, minhas queridas amigas, virtuais ou não, devo confessar, que numa altura onde a dor, a mágoa, a revolta, a depressão e a profunda tristeza me bateram à porta, os vossos comentários, observações e palavras de alento têm-me sabido muito bem.
Ainda há pouco tempo atrás lamentava-me com a Cátia por certas pessoas, a quem eu quero tão bem, se terem afastado de mim e da minha vida sem motivo (pelo menos aparente) e que estas alterações na minha vida me fizeram sentir muito a sua falta. Chorei por sentir a sua falta, por sentir falta das suas palavras de (re)conforto, por sentir falta da sua companhia, das suas mensagens...
Afinal, eu tenho é que agradecer pelas pessoas que tenho presentes na minha vida e não lamentar-me pelas que não tenho! E porque eu tenho todas (todos) vós, que me lêem e na maioria nem me conhecem, mas tiveram para comigo, quer por aqui quer por telefone, palavras de ânimo e de coragem!!

Já sabe a Natal...!


sogrinha querida, que por muitos anos se conserve assim, porque me sabe adoçar a boca e mimar o meu apetite como mais ninguém!
Vá lá, ao menos hajam coisinhas boas!...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Síndromes de Infelicidade

A sensação que tenho é que o chão tremeu de baixo dos meus pés e todas as forças se uniram para tentar abalar o meu mundo (que estava tão tranquilo ultimamente....).
São mudanças na vida familiar que sempre conheci e as consequentes alterações, o sofrimento daqueles a quem quero tão bem, o receio do futuro, o medo de não conseguir suportar a responsabilidade que se avizinha...
Nos últimos tempos tenho tentado ser forte e não interiorizar tristezas por esta fase da minha vida. Pelo meu filho, pela minha mãe, pelos meus avós, pelo meu marido, por mim...! A viagem que o G. me proporcionou contribuiu muito para que eu me distraísse desta triste realidade e, mesmo que por poucos dias, conseguisse descansar e renovasse forças no coração.
Mas como se todas estas provações não bastassem, logo que chegada da viagem, vi-me ainda confrontada com um resultado anormal numa citologia.
Não tenho por hábito sofrer por antecipação e por tudo tento pensar que não se vai passar nada... que tudo vai correr bem, mas a internet serve para muito mais que mandar e-mails ou falar com os amigos através do messenger e não foi preciso uma pesquisa muito aprofundada para perceber o que significa a presença de células anómalas no epitélio do colo do útero.
É certo que muitos casos de lesões pré-cancerosas do colo uterino podem ser tratadas com êxito quando detectadas prematuramente e facto é que a última citologia que fiz foi em Março.
Mas... fui tomada de surpresa e sinto-me um bocadinho perdida, assim de repente...
Acredito muito no lema O importante é a Vida e a consciência que ela, por ela, e nela, se adquire. Mas neste momento desespero a tentar perceber o que é que a vida me está a querer ensinar com esta situação, com esta dor, com esta dificuldade...

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

BENFICA - AC MILAN

Joga-se hoje mais uma jornada da LIGA DOS CAMPEÕES no Estádio da Luz e o G. lá estará a ver. Sportinguista, mas Português acima de tudo, lá vestiu o casaco vermelho, encolheu a juba do leão e rumou a Lisboa.
Os nervos vão estar à flor da pele porque não podemos perder, mas o poderoso AC Milan não facilitará uma tarefa que se antevê duríssima... Grita forte por mim amor porque Eu acredito!
Força rapazes!
Vamos lá BENFICA!

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Bodas de Trigo!

Faz hoje três anos que o rumo da minha vida mudou.
Faz hoje três anos que encontrei a minha cara metade.
Faz hoje três anos que deixei entrar em minha vida o homem que me fez acreditar que o Amor verdadeiro existe!
Sem cerimónia, sem vestido, sem aliança, sem flores, sem bolo e nem sequer música... mas com muita presença, muito apoio, muito amor e alegria!
Adversidades não nos têm faltado, mas temos conseguido levar o nosso barco sempre a bom porto.

G.
Adoro viver e partilhar a minha vida contigo.
Obrigada por seres quem és!
Obrigada por seres como és!
Mesmo rezingão, nunca mudes porque te AMO MUITO assim...!

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

I don't have time...

...(or head)
...to be this busy...

But believe me... I AM!!!

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Just get me a ticket...

... to get me away from here...! Anywhere, anyway, anyhow... just far, too far away from this reality...!

segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Caraíbas...

... destino de sonho por natureza!
A República Dominicana tem muito mais para oferecer do que as idílicas praias de areia fina ou o maior número de resorts all-inclusive do mundo, acreditem!
O "tudo incluído" significa, para além de refeições, bebidas, praia, piscina, desportos, espectáculos, spa e tantas outras actividades oferecidas pelo hotel, paisagens generosamente tropicais, parques selvagens e taínos portadores de uma simpatia e hospitalidade que rimam com o merengue e a bachata. Basta trancar a carteira no cofre e vestir a pulseirinha...!

Saímos para Madrid, com a carrinha carregada com as nossas malas. Na noite que lá passámos, o meu querido amigo José P. encarregou-se de envergar a capa de um verdadeiro cicerone e guiou-nos pelas calles e casas de tapas da noite madrilena. Ficámos com o gostinho de querer voltar com mais tempo...
E no dia seguinte lá apanhámos o avião rumo a Santo Domingo, sem que a tempestade tropical Noel se fizesse notar. Nem a chuva que se fez sentir no caminho até ao Bávaro denotava algo mais forte que uma chuva tropical. Aliás, só soubemos da existência de uma tempestade através dos telefonemas que nos fizeram a perguntar se estávamos bem.
Então não estávamos??
Dejejuar à aurora, frente ao mar, ao que se seguia um bom passeio matinal em areias finas e brancas.
Manhãs passadas em praias banhadas por um mar azul, transparente, tépido, com uma ligeira ondulação, com coqueiros a abrigar-nos do sol intenso e onde nos servem deliciosos cocos locos.
Tardes passadas numa gigantesca piscina, ladeada por fofas e convidativas camas, onde nos servem deliciosas pinas coladas.
E noites, quentes e húmidas, iluminadas por milhões de estrelas, onde os cheiros tropicais e sons de animais desconhecidos se impõem aos do mar.
E a sede, essa, saciou-se sempre com refrescantes bebidas temperadas com a alegria e boa disposição natural e contagiante do barman Emilio!!
Escusado será dizer que ao fim de uma semana, eu e o G. estávamos a ressacar de saudades do nosso pitukinho e antecipámos o regresso a casa.
Para registo fica:
* a afectuosidade das gentes Dominicanas;
* os autocarros pintados de vermelho, sem vidros nas janelas e com tejadilho em palha;
* o genuíno aeroporto de Punta Cana, com estrutura básica em ferro, mas com vigas em madeira e telhados em palha;
* o contraste dos resorts com o nível de vida local;
* o resort com umas condições espectaculares para o dolce fare niente e uma animação espectacular - looky looky, clapy, clapy, but don't touchy, touchy!!!

Estas férias tiveram mesmo sabor a pedaçinho de céu!

sexta-feira, 26 de outubro de 2007

Mala, trolley, necessaire...

Espero não exagerar na quantidade de roupa, porquanto vamos de férias e não mudar de casa, mas estou desejando de ver as malas a apinharem-se junto à entrada de casa, prontas para serem colocadas dentro do carro!
É que, para além das nossas, ainda tenho que fazer a do pitukinho que vai ficar com a avó, e ainda não as fiz...

quinta-feira, 25 de outubro de 2007

A submergir lentamente

Hoje estou assim... como o tempo que não sabe se há-de chover ou fazer sol.
Uma coisa é você achar que está no caminho certo, outra é achar que o seu caminho é o único. Nunca podemos julgar a vida dos outros, porque cada um sabe da sua própria dor e renúncia...
(Na Margem do Rio Piedra Eu Sentei e Chorei)

quarta-feira, 24 de outubro de 2007

Começo a sentir...

... o cheiro a férias. Praia. Piscina. Relax. Amigos. Noitadas. Namoros. Por esta ou por outra ordem, este é o desejado universo de férias que a minha mente precisa. O destino é daqueles de sonho... Paradisíacas praias de areia branca e fina, águas cálidas e cristalinas, cercadas por corais e rodeadas de milhões de coqueiros e palmeiras! Ainda para mais em hotel 5 estrelas com serviço VIP e pacote nupcial incluído!
Vão ser, certamente, umas férias diferentes e com infinitos pontos positivos, mas o facto de irmos estar 15 dias sem o pitukinho está a tirar-nos o sono. Começo a sentir-me também à beira de um ataque de nervos...
Vão ser 3 longos dias...

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Hate Me

"O outro lado da Vingança" é o título da Banda Sonora Original que toca non stop no cd do meu carro.
As músicas que acompanham as aventuras e desventuras do Santiago Medina ficaram-me no ouvido. Principalmente os Blue October, com Hate Me... Até o pitukinho já a trauteia a caminho do infantário!!

I have to block out thoughts of you so I don't lose my head
They crawl in like a cockroach leaving babies in my bed
Dropping little reels of tape to remind me that I'm alone
Playing movies in my head that make a porno feel like home
There's a burning in my pride, a nervous bleeding in my brain
An ounce of peace is all I want for you. Will you never call again?
And will you never say that you love me just to put it in my face?
And will you never try to reach me?
It is I that wanted space

Hate me today
Hate me tomorrow
Hate me for all the things I didn't do for you
Hate me in ways
Yeah ways hard to swallow
Hate me so you can finally see what's good for you

I'm sober now for 3 whole months it's one accomplishment that you helped me with
The one thing that always tore us apart is the one thing I won't touch again
In a sick way I want to thank you for holding my head up late at night
While I was busy waging wars on myself, you were trying to stop the fight
You never doubted my warped opinions on things like suicidal hate
You made me compliment myself when it was way too hard to take
So I'll drive so fucking far away that I never cross your mind
And do whatever it takes in your heart to leave me behind

Hate me today
Hate me tomorrow
Hate me for all the things I didn't do for you
Hate me in ways
Yeah ways hard to swallow
Hate me so you can finally see what's good for you

And with a sad heart I say bye to you and wave
Kicking shadows on the street for every mistake that I had made
And like a baby boy I never was a man
Until I saw your blue eyes crying and I held your face in my hand
And then I fell down yelling "make it go away!"
Just make a smile come back and shine just like it used to be
And then she whispered "How can you do this to me?"

Hate me today
Hate me tomorrow
Hate me for all the things I didn't do for you
Hate me in ways
Yeah ways hard to swallow
Hate me so you can finally see what's good for you, for you, for you, for you.

E de repente...


... começei a sentir uma pena enorme os pequenos cangurus que têm que andar aos saltos nas bolsas marsupiais de suas mães...

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

As saudades que eu tinha...


... de sentir o cheirinho a castanhas assadas na rua...!
Hoje, assim que saí de casa foi o primeiro cheirinho que senti.
Huummmm! Tão bom :) ...

terça-feira, 16 de outubro de 2007

Quanto mais conheço as pessoas...

... mais sinto a falta do meu Ruby...
...Quando tudo corre realmente mal, quando me sinto amarga, cansada, desfeita, desesperada, desiludida, descrente e quando quase odeio o mundo... ... percebo como sinto a falta do meu Ruby, e da forma como ele se aninhava a meu lado e me mimava até eu me render e me esquecer de tudo o que me rodeava...

segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Ajudemos a preservar o Meio Ambiente

Bloggers Unite - Blog Action Day help promote the day
Somos todos responsáveis pelo ambiente. O futuro do planeta e o dos nossos filhos irá depender de tudo aquilo que fazemos actualmente. Não será este o momento de tomarmos uma atitude mais consciente, responsável e menos egoísta?
Podemos fazer muitas coisas sem custos adicionais e sem prejudicarmos a qualidade de vida a que estamos habituados. Na realidade, o grande desafio consiste (apenas) em adquirirmos alguns novos hábitos, que, em breve, serão realizados de um modo rotineiro e natural.
A política ambiental dos 3 R's (reduzir, reutilizar e reciclar) além de pretender sensibilizar-nos para a necessidade urgente da preservação do meio ambiente, centra-se objectivamente em algumas questões sobre as quais todos temos uma palavra a dizer, ou melhor, algo a fazer.

Eu Reduzo o consumo dos recursos:
*Não deixo a água a correr quando tomo banho ou lavo os dentes;
*Raramente tomo banho de imersão;
*Tenho o cuidado de apagar as luzes sempre que estas não sejam necessárias;
*Uso lâmpadas de baixo consumo;
*Apenas ligo o ar condicionado quando estou em casa e só quando necessário.

Eu Reutilizo alguns materiais:
*Aproveito o lado não usado de folhas A4 para rascunhos e apontamentos;
*Guardo os sacos de plástico das compras e faço deles sacos de lixo;
*Uso maioritariamente pilhas recarregáveis;

Eu Reciclo plásticos, papel, embalagens, vidro, pilhas!

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Insónias... e vigília às férias!

Esta noite o meu pitukinho voltou a acordar às 6h da matina e depois de o pai o pôr na nossa cama, adormeceu novamente até que o acordei às 8h. Mas eu não voltei a pregar olho!Provavelmente não existe ninguém que não tenha sofrido de insónias, quer sejam elas provocadas por barulho, preocupações depressão ou excesso de cafeína. Porque há coisas que não se esquecem. Porque há coisas, ou situações, que nos fazem custar a adormecer.
Mas do que eu me queixo mesmo é das suas consequências: cansaço, diminuição de concentração e de memória, perda de energia... Por isso, e por mais que me agradem as duas semanas de “circuito pela Europa”, neste momento isso soa-me a cansaço, perda de energia e muita paciência para aguentar longas horas de carro... Por isso lá convenci o G. e o Tó (a Neusa deu uma ajuda porque ela também queria sol!) a ir para um bom resort, de preferência situado em águas quentinhas e transparentes.
E como não consigo preparar-me mentalmente para estar separada do meu menino duas semanas, concordámos em fazer uma semana de férias sozinhos (sem ele), mas depois voltamos e fazemos uma semana de férias “cá dentro”, ou melhor, cá perto, com ele. E nessa semana, para além da Neusa e do Tó, os padrinhos do pitukinho, Cátia e Renato, também nos vão acompanhar.
Espero que estas semanas não demorem muito a passar...

Isinha, 23 vezes Parabéns!

Mas porque é que...


... as pessoas que ocupam a casa do lado direito da minha (já vão em 3 vizinhanças diferentes) têm sempre gatos?
E porque é que os ditos adoptam a minha casa como se fosse a deles...?

terça-feira, 2 de outubro de 2007

Alma Invadida

Evito tomar antidepressivos ou ansiolíticos por causa da minha criança, mas a verdade é que sinto falta de energia, muito desânimo, muita fraqueza muscular, a memória está fraca, o humor é nulo, a tristeza e a angústia são umas constantes. Tudo isto me provoca alterações no apetite e no sono.
Este fim de semana e devido à agitação que o pitukinho tinha no seu sono, deitei-o sobre a nossa cama, o que o acalma sempre. Só que acabei por adormecer primeiro que ele. Para meu desespero, ele acabou por cair da cama e bater com a cabeça na mesa de cabeceira. Mais um galo... este por minha culpa. Neste momento acho que estou a desempenhar pessimamente o papel de mãe...
Obrigo-me a contornar a desmotivação e a falta de energia, sem calmantes ou tranquilizantes, mas sei que estes me fariam sentir mais calma, menos tensa, mais relaxadas e certamente que dormiria melhor.
Nem o aproximar das férias me faz sentir melhor. Antes pelo contrário... Começo a pensar se, ao invés de distrair a minha mãe, não a estarei a sobrecarregar ao deixar o pitukinho com ela...

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Contrariedades de outras vidas...

Será possível passar pelas contrariedades de outras vidas, as quais se apresentam sentidas a quem nada mais quer do que a sua vida, sem perder o sorriso?
Será possível, ainda que não se vislumbre uma luz no horizonte, manter força interior, lutar pelo que nos pertence e ajudar aqueles que, ao nosso lado, se estão a afundar no desespero?
Emoções de quem não esquece a dor, vivida, sofrida e sentida como uma ferida, pela ousadia daqueles que pensam saber tudo e nada sabem, ousam querer tudo e o conseguem à custa da infelicidade dos outros. Será que têm esse direito?
Será mesmo necessário que a felicidade de uns se contraponha à infelicidade de outros?

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

... Silêncios de mim...

Tenho um grito preso na garganta... quero soltá-lo, mas não consigo... Apetece-me fugir para bem longe, mas não consigo correr, sequer andar...
Porque há pessoas que nos desiludem e situações que são verdadeiras desilusões...

Não posso perder o rumo, mas trago a vontade presa na alma...
Sinto que me falta o norte... sinto que me falta um ponto cardeal na bússola... Na verdade sinto que perdi todos os pontos cardeais da minha bússola...
Grito por ajuda, mas o grito é mudo e ninguém o ouve... Não sei o que vai acontecer e continuo a gritar sem que ninguém me ouça...
Bastaria alguns gestos para não serem necessárias palavras, mas as amizades também nos desiludem quando se esfumam no tempo...
E é neste estado letárgico que me encontro... Entre a desilusão e o grito que trago preso na garganta.
Mas porque é que a vida me tem pregado estas partidas e me deixou perdida neste labirinto? Agora que sou feliz?! Quase perfeitamente feliz...!
Talvez um dia descubra que existe caminho para além daquele que a vista e o coração alcançam... talvem um dia consiga viver no meio de gritos mudos...

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Infindável vida académica...


Após 3 praxes, 3 trajes académicos diferentes, um curso terminado, outro semi acabado, e outro iniciado, lá me inscrevi hoje para mais um ano de vida escolar... vejamos quantas cadeiras o tempo me deixará fazer este ano!
Tanto que eu reclamava da escola, que uma pessoa passa metade da vida lá enfiada e agora parece que nunca mais de lá quero sair!

Fim de semana...

... de muita comida, muito marisco, muito bolo, muita imperial, muito champagne e muita, literalmente, palhaçada...
Para não perder o balanço, este fim de semana estivemos presentes num casamento, num baptizado e num aniversário!
Entre casamentos, baptizados e festas de aniversário, este mês é sempre em festa! Haja mesmo carteira que aguente!!

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

O Outono chegou!

O outono, aquela estação do ano marcada por migrações de animais e pelo cair da folha de muitas árvores, onde os dias são iguais às noites e que sucede ao verão. Sucede ao verão? Mas este já começou??

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

O que eu ...

... quando passo dias a planear uma surpresa e depois as coisas não correm como eu tinha planeado!!!

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

A & S - Um efeito borboleta!

Foi no passado fim de semana que fomos partilhar e testemunhar o grande e lindo momento de felicidade de dois amigos. Prenuncio de coloridas borboletas, que foram temáticas na festa, foi um casamento muito alegre que mais parecia uma dessas histórias de contos de fada, onde os romances são perfeitos e recheados de muita felicidade. O dia esteve fantástico em todos os aspectos. Desde a cerimónia até à festa, passando pelo tema, o carro que os transportou, local do banquete, o bolo da noiva, a decoração da sala,... Até deu para ficar emocionada... Logo eu, que tenho uma certa... alergia... a casamentos.
O meu fatito, que já tinha feito um casamento há poucos meses atrás, fez-me o favor de não me servir... por ficar largo! Não cheguei a me decidir, se fiquei contente por ter que apertar as calças com pregadores, ou furiosa por não ter experimentado a roupa antes... Bem, mas o corpete lá tapava a cintura das calças, a a coisa até parece que passou desapercebida... Contrariamente aos sapatos (e estou cansada com usá-los) que resolveram apertar-me os meus ricos pezinhos! Bem, mas a festa estava perfeita demais para ser estragada por um pormenor destes, por isso... tira-se os sapatos e anda-se e dança-se descalça (para desespero da minha mãe!).
Chegados a casa, é hora de pôr a criança a dormir (ah, sim! ...porque quem sai aos seus não degenera e quando há festa, ainda por cima fabulosa, o pitukinho não se deixa dormir), arrumar a bagunça em que ficou o apartamento e recuperar forças para o dia seguinte... Nem o peso ou as dores nas pernas me fizeram ficar na cama. Afinal é dia de folga do G. e como tal tem que ser (bem) aproveitado.
E para a semana há mais casamento e baptizado!

sábado, 15 de setembro de 2007

IES: uma medida (pouco) simplex

Se o principal objectivo desta nova declaração era uma resposta mais eficaz e simples, esta está muito áquem. Verdade que é mais simplex para quem está do outro lado (leia-se DGCI, INE, CRC e BP), porque num único acto fica a papinha toda feita e prontinha a comer. Mas para quem está deste lado é uma maratona infindável, com o site das DE's em permanente actualização nos últimos dias de entrega e com erros informáticos a serem resolvidos em cima do prazo de entrega...
Enfim... simplex ou complex, eu quero mesmo é descontrair este fim de semana e aproveitá-lo ao máximo!
E as férias já vão espreitando...

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Desafio da Taça

Fui convidada para postar mais um desafio... desta vez consiste em deitar cá para fora o meu estado de espírito no momento...

Hoje sinto-me...
* cansada: esta tem sido uma semana extremamente stressante. Jantar em frente ao pc -o que estou a fazer agora- e chegar tarde a casa tem sido uma constante. Não tenho tempo para nada, o que já me causou dissabores...
* desiludida: percebi que afinal os protocolos têm que ser respeitados, sob pena de gerar mal-entendidos ...
* atrasada: quero enviar as últimas IES's hoje, porque não gosto de deixar as coisas para o último dia e já estou a ver que vou pernoitar aqui no escritório e o pitukinho em casa dos avós...
* triste: por não poder estar presente na festa de aniversário do meu compadre Renato, que completa hoje 34 verões...
Lanço o repto de fazer este desafio, mais uma vez, aos leitores deste blog e a todos que o queiram.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Desafio do Eu (Me!)

Recebi este desafio por mail, vindo de três continentes. Resolvi postá-lo aqui.
Um desafio cujo objectivo é dar-nos a conhecer um pouco melhor aos outros. Depois devemos passá-lo aos nossos contactos.
Por isso o desafio fica lançado a quem lê este blog e a todos que o queiram fazer.

Um dia... o dia em que troquei quase 150 sms's com o G.!
Um momento... o momento em que soube que estava grávida!
Uma tristeza... a morte do meu Ruby...
Uma esperança... de ainda tirar o curso de direito...
Uma dúvida... será que o nosso toyota alguma vez volta a ser jipe...?
Uma certeza... o Amor que sinto pelo pitukinho e pelo G.
Um desejo... de ter uma casa onde o pitukinho possa correr e andar de bicicleta
Um segredo... se disser deixa de o ser...
Um mundo... o interior das minhas malas!
Uma alegria... o nascimento do meu pitukinho!
Uma saudade... enorme, das minhas primas que estão na Austrália...!
Um saber... que o saber não ocupa lugar!
Um medo... de osgas, lagartixas...mas sou incapaz de matar qualquer uma...!
Uma música... hate me de Blue October
Uma cor... preto
Uma bebida... amarguinha com gelo e limão
Um desporto... motorizado, de preferência todo-o-terreno
Uma comida... açorda (alentejana, marisco, bacalhau...)
Uma estação do ano... primavera
Um sabor... manga
Um cheiro... terra molhada
Um carro... de sonho? Hummer H2 Sut!... Mas também podia ser um mustang, seja ele shelby GT500 ou GT convertible de 98...
Uma flor... rosa, definitivamente!
Uma cidade... Tavira, Lagos ou Sevilha!

sexta-feira, 31 de agosto de 2007

FIPA


Várias praias da região do Algarve foram o cenário escolhido para o Festival Internacional de Pirotecnia do Algarve, que se prolonga até dia 9 de Setembro. Depois da Praia dos Pescadores em Albufeira, da Praia da Rocha em Portimão, da Praia do Carvoeiro em Lagoa e da Meia Praia em Lagos, ontem foi a vez da Praia de Quarteira receber o FIPA com a demonstração da empresa New Fireworks of Brazil.
Mas se o FIPA é suposto ser uma demonstração do melhor que se faz na arte pirotécnica no mundo, os brasileiros deixaram muito a desejar...
Foi um bonito espectáculo de 15 minutos, enquadrado no belo cenário natural das praias de Quarteira, mas nada emocionante e muito menos “... um deleite para os olhos e para a alma dos que assistirem...”
O festival encerra a 9 de Setembro na Praia de Monte Gordo com a demonstração da empresa Portuguesa Grupo Luso Pirotecnia.
Espero Rita, que tenham mais sorte aí nos teus lados e que os Portugueses se consigam inspirar nos magníficos cenários de rara beleza natural das nossas praias e estes sim, proporcionem um espectáculo único!

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Cruel Anjo da Morte

Desde ontem que estou estou com um nó na garganta, na sequência de um acidente de viação que provocou a morte da sobrinha de uma amiga minha, com apenas 21 anos.
A notícia deixou-me profundamente abalada. Pela idade. Pela violência. Por ti, Sofia! Pela tua irmã e cunhado! Acho que não consigo imaginar a dor da morte de um filho...
A vida não é injusta. A morte é que o é!
A morte é muito mais triste quando se joga no corpo, não apenas flores cheirosas e belas, mas também os 'talvez' e os 'se' que deixamos de viver no esplendor da vida...

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Hasta la vista, baby!

Hoje foi o último dia de trabalho efectivo da Marta aqui no escritório.
Com muita pena minha, vai mudar de ares e de escritório. Juro que até vou sentir falta da pergunta:"...Marta patroa ou Marta empregada?" E se isto me exasperava...
Mas como não podia deixar de ser, fizemos-lhe uma farewell party. Com direito a bolo, champanhe e lembranças.
Por muito que lhe deseje boa sorte e felicidades neste novo percurso, fica em mim a esperança que ela sinta a nossa falta e que em breve retorne a este escritório.
Por isso nada de adeus, goodbye, auf wiedersehen, sayonara, dosvi, danya, ciao ou mesmo aloha! Fica apenas o meu favorito, hasta la vista, baby!

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Corrente de Amizade


A Rute convidou-me a participar na corrente da amizade entre blogueiras que funciona da seguinte forma:
cada pessoa escolhida indica mais dez com o objectivo de agradecer a gentileza que tiveram de compartilhar connosco as suas artes, pensamentos e um pouco da sua vida. Depois de escolhidas as participantes, devemos fazer uma visitinha ao blog de cada uma e deixar um comentario avisando da corrente.
Assim sendo, retribuo o miminho à Rute e passo a corrente para:
1- a minha priminha Teresa
2- a minha priminha Lisa
3- a minha comadre Nídia
4- a minha comadre Rita
5- a Lígia
6- a Sofia
7- a Magy
8- a Elsa
9- a Sofie
10- a Carla Sofia

Mas eu não sofria disto, posso jurar!


Sexta-feira, dia 17.
Apareceram quase todos os “convocados” para ajudar o G. a apagar as velas no bolo-surpresa. No meio de muito bolo e muito espumante, alguém decidiu que era tempo de eu e o G. sairmos para uma night out!
Com os bares a fecharem, Albufeira a parecer infinitamente longe, restou-nos, pois o Gecko Club. O espaço é absolutamente fabuloso, o staff é uma simpatia, a música é daquela que ainda dá para dançar, mas olhando de relance constatamos que a média de idades dos presentes ronda os 16 anos. Olhando as pitecas - camones na sua maioria - que (se) comem com os olhos e o corpo, vestidinhas p'rá night, ou seja, com pouco mais que uns trapinhos a cobrir o corpo, dou por mim a pensar que é por estas (e por muitas outras) que a condição de mãe não me toldou a vontade de acompanhar o G. em noitadas e borgas. Que ele até nem é disso e muito menos predisposição tem para tal desde que abrimos o bar.
Mas especialmente em alturas que nos esforçamos por descobrir a "malta da nossa idade" e não a vislumbramos em lado nenhum, damos por nós encostados ao bar, a pedir mais uma corona e uma smirnoff e a comentarmos que temos a criança mais linda do mundo!
De modo que, depois de muito smirnoff ice, muita dança, muita noite e muita idade (...!), estive, por assim dizer, completamente derreada todo o fim de semana!
Mas eu não sofria disto, posso jurar!
Por muito que me digam que aos 34 anos ninguém é velho, ninguém me tira da cabeça que com a maternidade vem um rol de maleitas que ataca mais do que eu gostaria...

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Surpresa ao G.!


O G. faz amanhã aninhos e hoje à meia noite vamos cantar-lhe os parabéns e fazê-lo soprar as velinhas num bolo!!
Mas... shiuuuu! É surpresa!!!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Traição, ciúme, honestidade e fé

Numa das encruzilhadas da minha vida descobri o fascínio pela busca espiritual.
O escritor PAULO COELHO foi consequência desse fascínio. Desde então, tornei-me subscritora da newsletter Guerreiros da Luz e leitora assídua da sua coluna semanal e da sua
mensagem do dia. Acho-o um espiritualista que sabe passar para o papel, embora nem sempre visiveis aos olhos, ensinamentos preciosos para um planeta cada vez menos empenhado na sua saúde, dignidade e humanidade.
A edição desta semana (nº 153) do Warrior of The Light transmite-nos alguns principios que gostaria de passar ao meu filho.

Conversas com crianças
O que é traição?
O profeta caminhava pela rua, perguntando: "não somos todos filhos do mesmo Pai Eterno?".
A multidão concordava. E o profeta continuava: "e se é assim, por que traímos nosso irmão?"
Um garoto que assistia, perguntou ao pai: "o que é trair?"
"É enganar o seu companheiro para conseguir determinada vantagem".
"E por que traímos nosso companheiro?" insistiu o garoto.
"Porque no passado alguém começou isto. Desde então, ninguém sabe como parar a roda. Estamos sempre traindo ou sendo traídos".
"Então não trairei ninguém", disse o garoto.
E assim fez. Cresceu, apanhou muito da vida, mas manteve sua promessa.
Seus filhos sofreram menos e apanharam menos.
Seus netos nada sofreram.

Sobre o ciúme
Quando tinha onze anos, Anita foi reclamar com a mãe. "Não consigo ter amigas. Como sou muito ciumenta, elas se afastam".
A mãe estava cuidando de pintinhos recém-nascidos, e Anita pegou um deles, que logo tentou fugir. Quanto mais a menina apertava-o na mão, mais o pintinho se debatia.
A mãe comentou: "experimente pegá-lo com suavidade".
Anita obedeceu. Abriu as mãos, e o pintinho parou de se debater. Começou a afagá-lo, e ele aninhou-se entre seus dedos.
"Também os seres humanos são assim", disse a mãe. "Se você quer prendê-los de qualquer jeito, eles escapam. Mas se for doce com eles, irão permanecer sempre ao seu lado".

As três coisas
Chen Ziqin perguntou ao filho de Confúcio: "teu pai te ensina algo que não sabemos?"
O outro respondeu: "Não. Uma vez, quando eu estava sozinho, ele perguntou se eu lia poesias. Respondi que não, e ele mandou que lesse algumas, porque abrem na alma o caminho da inspiração divina.
" Outra vez ele me perguntou se eu praticava os rituais de adoração de Deus. Respondi que não, e ele mandou fazer isto, pois o ato de adorar faria com que entendesse a mim mesmo. Mas nunca ficou me vigiando para ver se eu o obedecia”.
Quando Chen Ziqin retirou-se, disse para si mesmo:
"Fiz uma pergunta, e obtive três respostas. Aprendi algo sobre as poesias. Aprendi algo sobre os rituais de adoração. E aprendi que um homem honesto nunca fica vigiando a honestidade dos outros”.

Em busca da chuva
Depois de quatro anos de seca na pequenina aldeia, o pároco reuniu todos para uma peregrinação até a montanha; ali fariam uma prece coletiva, pedindo a chuva de volta.
No grupo, o padre notou um garoto, agasalhado e coberto por uma capa de chuva.
"Você enlouqueceu?", perguntou. "Nesta região não chove há cinco anos, e a subida vai lhe matar de calor!"
"Estou resfriado, padre. Se vamos pedir a Deus que chova, já imaginou a volta da montanha? Vai ser tal a enxurrada que preciso estar preparado".
Neste momento, ouviu-se um grande estrondo no céu e as primeiras gotas começaram a cair. Bastou a fé de um menino para realizar um milagre esperado por milhares de homens.

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Encurralada entre emoções...

Perdida entre quatro paredes, olho em redor e nada encontro... nem uma saída, nem um pouco de luz... nada!
Apenas o pensamento flui. Sinto emoções que são facadas frias. Tenho o coração dilacerado por este pesar que não me abandona.

Esta mágoa que não passa, por razões que eu mesmo não consigo entender...
Quero voltar atrás no tempo...
Quero poder apagar a dor que carrego no coração...
Quero não sentir a falta de quem não sente a minha...
Quero não me preocupar...
Quero sentir indiferença!
Quero esquecer!!

I miss you,
I miss your smile,
And I still shed a tear
Every once any while

And even though we're different now,
You're still here somehow,
My heart won't let you go,
And I need you to know,

I miss you,
Shalalalala,
I miss you...

I Miss You - Hannah Montana

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Feiras e Romarias!


Depois de ontem nos termos refastelado com uma boa picanha brasileira e feijão com arroz...
(e pirulitos, licor de café, maçã do amor...)

... hoje rumamos ao rodízio de pizza...!
Lol
Haja barriga!

Bom fim de semana a todos!

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Sentimentos...

Porque não me sentia com vontade de agradar a gregos e a troianos, resolvi na sexta-feira ir directa a casa. Sem sequer passar pelo bar.
Mas como eu não me canso de dizer, toda a gente devia de ter uma amiga como a minha querida Cátia!

Cheguei a casa e esta estava toda enfeitada com balões! Casal garcia e bolinho de chocolate no frio! Ela e a irmã chegaram logo depois para me acompanharem nos ditos. Ainda fizemos uma pizza party!
Sabe tão bem sentirmo-nos queridos e amados por alguém. Alguém que não nos cobra nada em troca e que nos aceita tal qual nós somos...Alguém que não aparece de repente na nossa vida para desaparecer logo após...
Amo-te muito querida Cátia! E tudo aquilo que provocou este meu estado de espírito nestes últimos tempos só serviu para me fazer ver realmente o quanto significas para mim e o quanto sabes ser minha amiga! Nunca me desiludiste e estás sempre e incondicionalmente do meu lado. Obrigada por existires e por fazeres parte da minha vida!

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

É da idade!

Ultimamente tenho me desiludido com certas situações... e isso faz com que fique um bocadinho triste em dias como este!
Por vezes tenho a certeza que as pessoas não me compreendem e parece mesmo que falo uma linguagem diferente!!
Mas porque a desilusão faz parte da vida, este ano quero fazer algo diferente!
Quero libertar-me da dependência do socialmente correcto. Hoje quero ser eu mesma. Quero agradar a mim mesma e só a mim! Quero sorrir apenas quando tiver motivos para isso e não porque fica bem. Quero falar apenas com quem me faz sentir bem. Quero estar apenas com quem está sempre presente na minha vida...

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Encruzilhada

"...não somos seres suspensos em bolas de sabão, que vagueiam felizes pelos ares; nas nossas vidas há um antes e um depois, e esse antes e esse depois são uma ratoeira para os nossos destinos, pousam-se sobre nós como uma rede se pousa sobre a presa.(...)

O destino possui todo o poder e o esforço da vontade não passa de um pretexto.(...)

...quando o caminho atrás de ti é mais comprido do que o que tens à tua frente, vês uma coisa que nunca tinhas visto antes: o caminho que percorreste não era a direito mas cheio de encruzilhadas, a cada passo havia uma seta que apontava para uma direcção diferente; dali partia um atalho, de acolá um carreiro cheio de ervas que se perdia nos bosques. Alguns desses desvios fizeste-os sem te aperceberes, outros nem sequer os viste; não sabes se os que não fizeste te levariam a um lugar melhor ou pior; não sabes, mas sentes pena. Podias fazer uma coisa e não fizeste, voltaste para trás em vez de seguir em frente.(...)

E quando à tua frente se abrirem muitas estradas e não souberes a que hás-de escolher, não te metas por uma ao acaso, senta-te e espera. Respira com a mesma profundidade confiante com que respiraste no dia em que vieste ao mundo, e sem deixares que nada te distraia, espera e volta a esperar. Fica quieta, em silêncio e ouve o teu coração. Quando ele te falar, levanta-te e vai para onde ele te levar."

retirado do livro Vai aonde te leva o coração de Susanna Tamaro.

Hoje estou...

... deprimida, triste, insatisfeita, desiludida, nostálgica!
Sinto saudades de quando era mais nova, da ansiedade de uma saída à noite, de beber uns copos com o pessoal amigo, de dançar até não conseguir levantar os pés.

Sinto saudades das amizades...
Das farras...
Das brincadeiras...
De tudo!
Por outro lado, estou numa fase muito feliz... tenho ao meu lado uma pessoa que amo muito, que me faz feliz todos os dias e me ajudou a construir uma família!!

quinta-feira, 26 de julho de 2007

É dia de celebrar os Avós!


Celebrar a experiência de vida, reconhecer o valor da sabedoria adquirida, não apenas nos livros, nem nas escolas, mas no convívio com as pessoas e com a própria natureza. Com alegria! Com gratidão! Com muita ternura! Os Avós são a voz do passado e a presença que deve alimentar o futuro. Aquelas histórias que contam vezes sem conta sobre o antigamente e que eu adoro ouvir... os miminhos que só eles sabem dar... aquelas palavras doces que confortam...
São pais duas vezes, os meus segundos pais e enchem o meu coração de orgulho e gratidão.

quarta-feira, 25 de julho de 2007

Desafio da página 161

Fui desafiada também pela Nídia para mais este desafio que consiste em:
1. Pegar no livro mais próximo
2. Abri-lo na página 161
3. Procurar a 5ª frase completa
4. Colocar a frase no blog
5. Não vale escolher a melhor frase nem o melhor livro (usem o mais próximo)
6. Passar o desafio a cinco pessoas

E aqui está ela:
"Tem direito a quinze dias no final da licença de maternidade (de quatro meses)."
Lamento, mas o livro mais próximo mesmo era o manual de Direito do Trabalho!

E as desafiadas são:
A Rita, mamã da Mariana;
A Teresa, mamã da Luana;
A Cristina, do blog CristinaCreations;
A Magy, mamã do Paulo;
A Sofia, mamã do Bruno;

Desafio "the seven random meme"

A Lígia já me tinha desafiado há algum tempo para este seven random meme, mas só agora surgiu a oportunidade.
Ditam as regras que cada pessoa escreve 7 factos casuais sobre a sua vida. Depois passa o desafio a outras 7, deixando um comentário no blog para que essa pessoa saiba que foi desafiada.

1. O pitukinho e o G. foram a melhor coisa que já me aconteceu na vida!!
2. Tenho um feitio terrível, mas quem me sabe levar tem tudo o que quer de mim!
3. Sinto muito a falta do meu Ruby...
4. Adoro a minha amiga Cátia e acho que toda a gente devia de ter uma amiga assim!
5. Queria poder abraçar muito brevemente as minhas primas Zélia e Lisa.
6. Adoro convivios, churrascadas, festas e jantaradas com a maralha.
7. Gosto muito de conduzir, de carros e passeatas 4x4.

E as desafiadas são:
A Rita, mamã da Mariana;
A Teresa, mamã da Luana;
A Cristina, do blog CristinaCreations;
A Rute, do blog Miminhos da Rute;
A Magy, mamã do Paulo;
A Sofia, mamã do Bruno;
A Carla Sofia, mamã da Mafalda.

terça-feira, 24 de julho de 2007

Parabéns Avôzinho Querido!


O meu avozinho querido do coração completa hoje mais um aniversário. São 81 anos de existência que hoje consagra!
E há 10 meses atrás descobriu uma nova razão para se apaixonar de novo pela vida: o nosso pitukinho!
Que Deus o abençoe e lhe dê ainda muita vida e saúde!

quarta-feira, 18 de julho de 2007

Sexta 13 em Segunda 16


Pois foi! A minha sexta-feira 13 foi na segunda-feira. O pitukinho adoeceu, o maridão torceu o pé, o jipe da minha mãe teve um furo. Desde então, as noites são passadas em branco, chegando a dormir sentada no chão com a cabeça pousada no colchão da cama, as manhãs são passadas no centro de terapia (o maridão vai ter o pé imobilizado pelo menos 15 dias) e as tardes passadas no stress do office!
Entre preocupações extenuantes, actividades a alta velocidade, prazos curtos e rígidos parece que toda a gente me acha mais magra.
Será que a minha dieta tem que passar obrigatoriamente por este estado de espírito??