quinta-feira, 21 de junho de 2007

just stopping by ...


... to say wellcome summer...??
Summer, where are you?

I hope you're getting ready for summer :)
I know I am!!

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Desabafar de Alma

Estes últimos dias não têm sido nada fáceis. Nem calmos. Nem tranquilos.
Tenho andado num stress tremendo, cansada e tenho tido bastante dificuldade em controlar as minhas emoções...
O trabalho não me tem dado tréguas. Esta coisa do simplex de simplificado não tem nada a não ser o nome. Não para quem está deste lado da secretária. Complex sim, seria o nome apropriado!
Acabo por chegar a casa por volta da meia-noite. Entre tratar do pitukinho e arrumar minimamente a casa, nunca acabo por me deitar antes das 2 da manhã. E até acabar as IES, o ritmo vai ser este.
Resultado: tem dias que estou tão cansada que nem consigo dormir... e ainda falta tanto tempo para que possa ir de férias...
Fico sem tempo para conseguir fazer alguma coisa de que goste. Não tenho tempo para estar com o pitukinho, durante a semana mal vejo o G. e o fim de semana passa a correr que quase nem o sinto... e não há nada como um fim de semana em família, um passeio ao domingo, as brincadeiras com o pitukinho, a paz e a distância da realidade que é a nossa semana.
Complica o facto de eu ser muito emotiva. E muito reservada quanto aos meus problemas. Se ninguém se aperceber do que “vai cá dentro”, é quase certo que não desabafo com ninguém. Nunca sei como começar a conversa e como tal acabo calada. Por isso, todo este stress no trabalho, aliado aos factos de não ter tempo para fazer nada que goste, de sentir a falta de passar mais tempo com o G. e o pitukinho, de me sentir gorda, de começar a ver que a agilidade de outros tempos já não volta e da morte repentina do Ruby têm permanecido cá dentro e têm-me feito andar num turbilhão de emoções e sentimentos me fazem sentir fragilizada e pronta a explodir!
Acaba por ser contraditório, para mim própria, sentir-me muito mais à vontade nas palavras para aqui contar o que me vai na alma, do que desabafar com alguém. Mas dizem que é mais fácil desabafar com o mundo do que com aqueles que nos rodeiam. Talvez assim o seja... E também porque de supostas amizades, disfarçadas por entre sorrisos e palmadinhas nas costas, eu quero distância.
Há dias atrás lia num blog de uma amiga (virtual Sofia, mas já amiga!) o quanto ela estava triste porque via que tinha muitas visitas diárias ao blog, mas que os comentários eram muito poucos.
Eu neste momento sinto a mesma coisa... Quer seja neste blog, quer seja no do pitukinho.
Porque será que os “olás” ou os “passei apenas para saber as novidades e deixar um beijo”, mesmo de quem não conhecemos, nos sabem sempre tão bem?

terça-feira, 12 de junho de 2007

Parabéns Vózinha!


Pelos teus 80 anos! Que contes pelo menos mais 20, sempre com muita saúde para veres o teu bisneto crescer!
Adoro-te muito, avózinha querida do coração!

RUBY, o meu cão!

O seu pequeno mundo terminou sem tempo para despedidas. Parou tudo. Ficou o vazio. Já não vai mais sentar-se a meu lado no escritório. Já não vai mais arranhar ou fazer choradeiras atrás da porta. Já não vai mais deitar-se em cima dos meus pés. Já não vai mais comer o resto da sopa do pitukinho. Já não vai mais lamber-me o nariz ou as mãos. Já não vai mais aninhar-se comigo no sofá ou na cama. Já não vai mais olhar-me com os seus grandes e meigos olhos negros. Já não vai mais acompanhar-me nas caminhadas na marginal...
Ele foi a melhor companhia que eu poderia desejar. Acompanhou-me sempre e durante 14 anos. Jamais esquecerei a lealdade e devoção que me tinha, o alegre que ficava quando me via (nem que tivesse estado apenas uma ou duas horas sem me ver!). Foi um cão extremamente inteligente, alegre e adaptável a qualquer ambiente.
Nem sei descrever o que senti quando cheguei ao escritório e os meus olhos caíram na cadeira atrás da minha e na qual ele passava os dias. É uma sensação de perca tão grande. Hoje foi certamente o dia que mais me custou estar no escritório.
Deixou-me por herança 14 anos de muitas memórias e lembranças! E sei que a minha vida é mais rica porque o tive.
Sei também que o fim não estaria longe devido a todos os problemas que tinha. Sofria de atrofia progressiva da retina, cataratas, epilepsia, insuficiência valvular, tinha um sopro no coração, estava praticamente surdo... Mas custa-me mais por ter sido assim, atropelado.
Sinto um nó na garganta que teima em não desfazer. Tento não pensar, ou tento pensar que era apenas um cão, mas não consigo. Quanto mais me forço a esses pensamentos maior fica o nó na garganta e mais insistentes são as lágrimas que teimam em cair dos meus olhos.
Deixa-me saudade! Muita saudade! Sinto tanto a sua falta...
Descansa em paz, meu grande amigo e fiel companheiro canino...

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Domingo à Sancho Pança!

Como é que eu quero emagreçer, se depois lá vêm os fins-de-semana que me dão cabo da dieta?
Ontem foi sair de casa directos ao rodizio de peixe ao lado do bar do G. (descobri agora que lhe posso chamar de dji point... para bom entendedor... lol), onde depois apareceram a Natasha e a Cátia.
A Cátia foi a casa mudar de roupa para nos acompanhar no jantar à noite. Nós os 3, com o pitukinho, claro está, seguimos directos à gaivota do Miguel para matar as saudades da sangria à beira da praia... E que bem que soube! Depois lá fomos passear de carro e acabámos em Armação de Pêra a comer um gelado (de taça claro!). Seguimos para Albufeira e como íamos mesmo ter com o pessoal ao Infante, abancámos logo na esplanada do bar. Foi só esperar que a maralha toda chegasse para entrar e comer até não poder mais! Oh Cunha, a ementa do teu estaminé está um espectáculo! Para quem não conhece, fica na quinta da bela vista (atrás do pingo doce) e ao jantar e por €15 tem-se direito a entradas quentes e frias num buffet, açorda, um prato principal escolhido à lista, e sobremesa (fondue de chocolate). Vale a pena experimentar!
Agoram digam-me lá... Como é que se pode emagrecer assim?

Blog Addicted!

Parece que afinal vou continuar por aqui!
Alterei e privatizei o blog do Diogo, e vou manter este para as pitukices da mamã!
Assim, não há nada de misturas! Cada um com o seu blog!
;)