sexta-feira, 31 de agosto de 2007

FIPA


Várias praias da região do Algarve foram o cenário escolhido para o Festival Internacional de Pirotecnia do Algarve, que se prolonga até dia 9 de Setembro. Depois da Praia dos Pescadores em Albufeira, da Praia da Rocha em Portimão, da Praia do Carvoeiro em Lagoa e da Meia Praia em Lagos, ontem foi a vez da Praia de Quarteira receber o FIPA com a demonstração da empresa New Fireworks of Brazil.
Mas se o FIPA é suposto ser uma demonstração do melhor que se faz na arte pirotécnica no mundo, os brasileiros deixaram muito a desejar...
Foi um bonito espectáculo de 15 minutos, enquadrado no belo cenário natural das praias de Quarteira, mas nada emocionante e muito menos “... um deleite para os olhos e para a alma dos que assistirem...”
O festival encerra a 9 de Setembro na Praia de Monte Gordo com a demonstração da empresa Portuguesa Grupo Luso Pirotecnia.
Espero Rita, que tenham mais sorte aí nos teus lados e que os Portugueses se consigam inspirar nos magníficos cenários de rara beleza natural das nossas praias e estes sim, proporcionem um espectáculo único!

segunda-feira, 27 de agosto de 2007

Cruel Anjo da Morte

Desde ontem que estou estou com um nó na garganta, na sequência de um acidente de viação que provocou a morte da sobrinha de uma amiga minha, com apenas 21 anos.
A notícia deixou-me profundamente abalada. Pela idade. Pela violência. Por ti, Sofia! Pela tua irmã e cunhado! Acho que não consigo imaginar a dor da morte de um filho...
A vida não é injusta. A morte é que o é!
A morte é muito mais triste quando se joga no corpo, não apenas flores cheirosas e belas, mas também os 'talvez' e os 'se' que deixamos de viver no esplendor da vida...

sexta-feira, 24 de agosto de 2007

Hasta la vista, baby!

Hoje foi o último dia de trabalho efectivo da Marta aqui no escritório.
Com muita pena minha, vai mudar de ares e de escritório. Juro que até vou sentir falta da pergunta:"...Marta patroa ou Marta empregada?" E se isto me exasperava...
Mas como não podia deixar de ser, fizemos-lhe uma farewell party. Com direito a bolo, champanhe e lembranças.
Por muito que lhe deseje boa sorte e felicidades neste novo percurso, fica em mim a esperança que ela sinta a nossa falta e que em breve retorne a este escritório.
Por isso nada de adeus, goodbye, auf wiedersehen, sayonara, dosvi, danya, ciao ou mesmo aloha! Fica apenas o meu favorito, hasta la vista, baby!

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Corrente de Amizade


A Rute convidou-me a participar na corrente da amizade entre blogueiras que funciona da seguinte forma:
cada pessoa escolhida indica mais dez com o objectivo de agradecer a gentileza que tiveram de compartilhar connosco as suas artes, pensamentos e um pouco da sua vida. Depois de escolhidas as participantes, devemos fazer uma visitinha ao blog de cada uma e deixar um comentario avisando da corrente.
Assim sendo, retribuo o miminho à Rute e passo a corrente para:
1- a minha priminha Teresa
2- a minha priminha Lisa
3- a minha comadre Nídia
4- a minha comadre Rita
5- a Lígia
6- a Sofia
7- a Magy
8- a Elsa
9- a Sofie
10- a Carla Sofia

Mas eu não sofria disto, posso jurar!


Sexta-feira, dia 17.
Apareceram quase todos os “convocados” para ajudar o G. a apagar as velas no bolo-surpresa. No meio de muito bolo e muito espumante, alguém decidiu que era tempo de eu e o G. sairmos para uma night out!
Com os bares a fecharem, Albufeira a parecer infinitamente longe, restou-nos, pois o Gecko Club. O espaço é absolutamente fabuloso, o staff é uma simpatia, a música é daquela que ainda dá para dançar, mas olhando de relance constatamos que a média de idades dos presentes ronda os 16 anos. Olhando as pitecas - camones na sua maioria - que (se) comem com os olhos e o corpo, vestidinhas p'rá night, ou seja, com pouco mais que uns trapinhos a cobrir o corpo, dou por mim a pensar que é por estas (e por muitas outras) que a condição de mãe não me toldou a vontade de acompanhar o G. em noitadas e borgas. Que ele até nem é disso e muito menos predisposição tem para tal desde que abrimos o bar.
Mas especialmente em alturas que nos esforçamos por descobrir a "malta da nossa idade" e não a vislumbramos em lado nenhum, damos por nós encostados ao bar, a pedir mais uma corona e uma smirnoff e a comentarmos que temos a criança mais linda do mundo!
De modo que, depois de muito smirnoff ice, muita dança, muita noite e muita idade (...!), estive, por assim dizer, completamente derreada todo o fim de semana!
Mas eu não sofria disto, posso jurar!
Por muito que me digam que aos 34 anos ninguém é velho, ninguém me tira da cabeça que com a maternidade vem um rol de maleitas que ataca mais do que eu gostaria...

sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Surpresa ao G.!


O G. faz amanhã aninhos e hoje à meia noite vamos cantar-lhe os parabéns e fazê-lo soprar as velinhas num bolo!!
Mas... shiuuuu! É surpresa!!!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Traição, ciúme, honestidade e fé

Numa das encruzilhadas da minha vida descobri o fascínio pela busca espiritual.
O escritor PAULO COELHO foi consequência desse fascínio. Desde então, tornei-me subscritora da newsletter Guerreiros da Luz e leitora assídua da sua coluna semanal e da sua
mensagem do dia. Acho-o um espiritualista que sabe passar para o papel, embora nem sempre visiveis aos olhos, ensinamentos preciosos para um planeta cada vez menos empenhado na sua saúde, dignidade e humanidade.
A edição desta semana (nº 153) do Warrior of The Light transmite-nos alguns principios que gostaria de passar ao meu filho.

Conversas com crianças
O que é traição?
O profeta caminhava pela rua, perguntando: "não somos todos filhos do mesmo Pai Eterno?".
A multidão concordava. E o profeta continuava: "e se é assim, por que traímos nosso irmão?"
Um garoto que assistia, perguntou ao pai: "o que é trair?"
"É enganar o seu companheiro para conseguir determinada vantagem".
"E por que traímos nosso companheiro?" insistiu o garoto.
"Porque no passado alguém começou isto. Desde então, ninguém sabe como parar a roda. Estamos sempre traindo ou sendo traídos".
"Então não trairei ninguém", disse o garoto.
E assim fez. Cresceu, apanhou muito da vida, mas manteve sua promessa.
Seus filhos sofreram menos e apanharam menos.
Seus netos nada sofreram.

Sobre o ciúme
Quando tinha onze anos, Anita foi reclamar com a mãe. "Não consigo ter amigas. Como sou muito ciumenta, elas se afastam".
A mãe estava cuidando de pintinhos recém-nascidos, e Anita pegou um deles, que logo tentou fugir. Quanto mais a menina apertava-o na mão, mais o pintinho se debatia.
A mãe comentou: "experimente pegá-lo com suavidade".
Anita obedeceu. Abriu as mãos, e o pintinho parou de se debater. Começou a afagá-lo, e ele aninhou-se entre seus dedos.
"Também os seres humanos são assim", disse a mãe. "Se você quer prendê-los de qualquer jeito, eles escapam. Mas se for doce com eles, irão permanecer sempre ao seu lado".

As três coisas
Chen Ziqin perguntou ao filho de Confúcio: "teu pai te ensina algo que não sabemos?"
O outro respondeu: "Não. Uma vez, quando eu estava sozinho, ele perguntou se eu lia poesias. Respondi que não, e ele mandou que lesse algumas, porque abrem na alma o caminho da inspiração divina.
" Outra vez ele me perguntou se eu praticava os rituais de adoração de Deus. Respondi que não, e ele mandou fazer isto, pois o ato de adorar faria com que entendesse a mim mesmo. Mas nunca ficou me vigiando para ver se eu o obedecia”.
Quando Chen Ziqin retirou-se, disse para si mesmo:
"Fiz uma pergunta, e obtive três respostas. Aprendi algo sobre as poesias. Aprendi algo sobre os rituais de adoração. E aprendi que um homem honesto nunca fica vigiando a honestidade dos outros”.

Em busca da chuva
Depois de quatro anos de seca na pequenina aldeia, o pároco reuniu todos para uma peregrinação até a montanha; ali fariam uma prece coletiva, pedindo a chuva de volta.
No grupo, o padre notou um garoto, agasalhado e coberto por uma capa de chuva.
"Você enlouqueceu?", perguntou. "Nesta região não chove há cinco anos, e a subida vai lhe matar de calor!"
"Estou resfriado, padre. Se vamos pedir a Deus que chova, já imaginou a volta da montanha? Vai ser tal a enxurrada que preciso estar preparado".
Neste momento, ouviu-se um grande estrondo no céu e as primeiras gotas começaram a cair. Bastou a fé de um menino para realizar um milagre esperado por milhares de homens.

segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Encurralada entre emoções...

Perdida entre quatro paredes, olho em redor e nada encontro... nem uma saída, nem um pouco de luz... nada!
Apenas o pensamento flui. Sinto emoções que são facadas frias. Tenho o coração dilacerado por este pesar que não me abandona.

Esta mágoa que não passa, por razões que eu mesmo não consigo entender...
Quero voltar atrás no tempo...
Quero poder apagar a dor que carrego no coração...
Quero não sentir a falta de quem não sente a minha...
Quero não me preocupar...
Quero sentir indiferença!
Quero esquecer!!

I miss you,
I miss your smile,
And I still shed a tear
Every once any while

And even though we're different now,
You're still here somehow,
My heart won't let you go,
And I need you to know,

I miss you,
Shalalalala,
I miss you...

I Miss You - Hannah Montana

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Feiras e Romarias!


Depois de ontem nos termos refastelado com uma boa picanha brasileira e feijão com arroz...
(e pirulitos, licor de café, maçã do amor...)

... hoje rumamos ao rodízio de pizza...!
Lol
Haja barriga!

Bom fim de semana a todos!

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

Sentimentos...

Porque não me sentia com vontade de agradar a gregos e a troianos, resolvi na sexta-feira ir directa a casa. Sem sequer passar pelo bar.
Mas como eu não me canso de dizer, toda a gente devia de ter uma amiga como a minha querida Cátia!

Cheguei a casa e esta estava toda enfeitada com balões! Casal garcia e bolinho de chocolate no frio! Ela e a irmã chegaram logo depois para me acompanharem nos ditos. Ainda fizemos uma pizza party!
Sabe tão bem sentirmo-nos queridos e amados por alguém. Alguém que não nos cobra nada em troca e que nos aceita tal qual nós somos...Alguém que não aparece de repente na nossa vida para desaparecer logo após...
Amo-te muito querida Cátia! E tudo aquilo que provocou este meu estado de espírito nestes últimos tempos só serviu para me fazer ver realmente o quanto significas para mim e o quanto sabes ser minha amiga! Nunca me desiludiste e estás sempre e incondicionalmente do meu lado. Obrigada por existires e por fazeres parte da minha vida!

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

É da idade!

Ultimamente tenho me desiludido com certas situações... e isso faz com que fique um bocadinho triste em dias como este!
Por vezes tenho a certeza que as pessoas não me compreendem e parece mesmo que falo uma linguagem diferente!!
Mas porque a desilusão faz parte da vida, este ano quero fazer algo diferente!
Quero libertar-me da dependência do socialmente correcto. Hoje quero ser eu mesma. Quero agradar a mim mesma e só a mim! Quero sorrir apenas quando tiver motivos para isso e não porque fica bem. Quero falar apenas com quem me faz sentir bem. Quero estar apenas com quem está sempre presente na minha vida...

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Encruzilhada

"...não somos seres suspensos em bolas de sabão, que vagueiam felizes pelos ares; nas nossas vidas há um antes e um depois, e esse antes e esse depois são uma ratoeira para os nossos destinos, pousam-se sobre nós como uma rede se pousa sobre a presa.(...)

O destino possui todo o poder e o esforço da vontade não passa de um pretexto.(...)

...quando o caminho atrás de ti é mais comprido do que o que tens à tua frente, vês uma coisa que nunca tinhas visto antes: o caminho que percorreste não era a direito mas cheio de encruzilhadas, a cada passo havia uma seta que apontava para uma direcção diferente; dali partia um atalho, de acolá um carreiro cheio de ervas que se perdia nos bosques. Alguns desses desvios fizeste-os sem te aperceberes, outros nem sequer os viste; não sabes se os que não fizeste te levariam a um lugar melhor ou pior; não sabes, mas sentes pena. Podias fazer uma coisa e não fizeste, voltaste para trás em vez de seguir em frente.(...)

E quando à tua frente se abrirem muitas estradas e não souberes a que hás-de escolher, não te metas por uma ao acaso, senta-te e espera. Respira com a mesma profundidade confiante com que respiraste no dia em que vieste ao mundo, e sem deixares que nada te distraia, espera e volta a esperar. Fica quieta, em silêncio e ouve o teu coração. Quando ele te falar, levanta-te e vai para onde ele te levar."

retirado do livro Vai aonde te leva o coração de Susanna Tamaro.

Hoje estou...

... deprimida, triste, insatisfeita, desiludida, nostálgica!
Sinto saudades de quando era mais nova, da ansiedade de uma saída à noite, de beber uns copos com o pessoal amigo, de dançar até não conseguir levantar os pés.

Sinto saudades das amizades...
Das farras...
Das brincadeiras...
De tudo!
Por outro lado, estou numa fase muito feliz... tenho ao meu lado uma pessoa que amo muito, que me faz feliz todos os dias e me ajudou a construir uma família!!