quarta-feira, 30 de julho de 2008

Meus queridos anos 80!

Relembro muitas vezes, não sem nostalgia à mistura, músicas que fizeram parte do meu quotidianos há duas décadas atrás... Grupos que marcaram o meu universo musical!
Lembro-me de ouvir o "Som da Frente" na RDP, com a cassete preparada para gravar o que de melhor se ia ouvindo: stranglers, cure, red hot chilli peppers, talking heads, R.E.M., joy division, waterboys, david byrne, sisters of mercy, U2...
Sabendo agora que os waterboys, senhores da melhor música folk irlandesa, vão actuar no dia 11 aqui mesmo a meu lado, estou com um desejo crescente de os ir ouvir ao vivo!

terça-feira, 29 de julho de 2008

Multas e IPO

Descobri da pior maneira possível que andei sem inspecção na GV desde Janeiro. E sem colete reflector! Esquecimento que me custou €310!! Não sei como deixei isto passar...
Para completar e uma vez que ainda não viabilizaram a legal homologação das películas coloridas nos vidros dos automóveis (de referir que Portugal foi condenado pelo Tribunal Europeu, por proibir a afixação de Películas Coloridas nos vidros dos veículos automóveis), tive que as retirar. Após 5 anos tive que as retirar!
:(

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Definitivamente ... tia!

Na passada quinta-feira acompanhei a minha cunhada, que já tem uma barriguita proeminente, naquela que foi a sua segunda ecografia: o rastreio pré-natal às 12 semanas. A data da gravidez foi comprovada, os riscos de malformações fetais são quase nulos, os rins estão a funcionar e o meu Martim (sim, porque para me contrariar, tudo aponta para um menino!) tinha na altura 5,4cm (se contarmos com as pernitas deve estar com 7 cm) e estava um rabião de primeira, mexendo as mãos, os pés e virando-se de um lado para o outro!!
Para mim, as eco's são momentos mágicos e ter podido assistir a esta foi memorável. Agora já só peço para poder ir assitir à eco morfológica das 20 semanas!!

domingo, 20 de julho de 2008

Dia da Amizade e do Amigo

Para mim, é importante que duas ou três pessoas saibam da minha vida.
Que conheçam o que comigo se passa, mesmo os acontecimentos mais insignificantes, que compreendam o que eles representam para mim, como me atingem, como me comovem, como me alteram o humor, como me moldam o olhar e o sorriso.
Ainda assim, há alturas em que se torna evidente o motivo pelo qual não partilho, mesmo com os que me são mais próximos e que me conhecem tão bem, cada íntimo instante da minha vida.
Porque há coisas que não se partilham, mesmo com aqueles que não me julgariam, que não me avaliariam a partir do que é malicioso, desonesto, obsceno, ingénuo, infantil ou mesmo tosco em mim.
Aqueles que acumulariam apenas esses factos onde juntam todos os outros, no cantinho da incondicional afeição ao abrigo da Amizade.
Porque a Amizade é estar PERTO, LONGE e DENTRO:
Perto para poder dar as mãos nas horas difíceis, para abraçar consoladamente nas horas tristes e sorrir de prazer e alegria nas horas felizes.
Longe para evitar tropeços no meio do caminho, evitar mágoas diante de uma crise e evitar possíveis decepções vindas de quem se ama.
Dentro para entender e superar essas mágoas, tropeços e decepções.

sexta-feira, 11 de julho de 2008

Acabou a espera!?

Consulta.
Nova citologia e biopsia.
Se não me contactarem é porque está tudo ok.
É assim que as coisas se processam em Portugal. Não dá para entender...
Custará assim tanto enviar o resultado dos exames? Será dificil de entender que a pessoa não fica descansada? E se a carta se extravia? Ou se alguém se esquece de telefonar?
E assim se continua em modo "stand-by"...

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Provando que uma coisa boa

pode também nunca vir só... fui presenteada com outro cãozinho!
Sempre gostei de cães. Sempre gostei de ter um. Desde que o Ruby morreu e embora sabendo que cão algum poderá ocupar o seu lugar, sinto a falta de um amiguinho de 4 patas.
Tendo surgido a oportunidade, decidimos em Maio passado, o meu marido e eu, que ficaríamos com um cão retriever do labrador por ser uma raça que adora crianças e brincar.
Como é um cão de porte médio/grande e para que não esteja sozinho longas horas durante o dia, ficará em casa da minha mãe onde tem bastante espaço para correr e brincar, mas sempre que possível virá connosco.
Ainda nem sequer escolhemos o nome para o Labrador e já tive o privilégio de ser a "escolhida" para ficar com a única cria nascida dos cãezinhos dos nossos vizinhos. Querendo dar o cachorro a alguém que o estimasse bem e que de preferência não morasse longe para que eles o pudessem continuar a ver, fui a eleita!
Assim, no final do mês dois cachorrinhos, um retriever do labrador e outro yorkshire traçado com caniche, virão completar a alegria do nosso lar!!
... algumas sugestões para os nomes...?

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Adoro Quarteira!

Aliás, rendi-me aos encantos desta cidade no momento em que para aqui vim morar.
Passear no calçadão, sentir a maresia, ler um livro ao som das ondas, beber uma imperial na esplanada do nosso bar, apreciar o pôr-do-sol à beira-mar, comer bom peixinho fresco, relaxar apenas a olhar o mar... É que perto do mar, as coisas ganham outra dimensão e outros valores. O fato dá lugar à túnica, o salto alto dá lugar ao chinelo, o cabeleireiro é substituido por uma simples mola no cabelo...
Mas nos meses de Julho e Agosto, altura em que são muitos os turistas que por aqui se passeiam, sinto falta da tranquilidade e da calma habitual.
E não posso, nem gosto para dizer a verdade, de tirar férias no Verão. Mas a verdade é que já me sabiam bem uns dias de sossego, sem horários rígidos, enquanto o inverno e as férias não chegam.
Quiçá umas mini férias acampadas... afinal ainda nem estreámos a tenda que comprámos no ano passado...!

terça-feira, 1 de julho de 2008

Detector de Mal Entendidos

Se há um detector de mentiras porque é que ninguém ainda inventou um aparelho detector de mal entendidos? Um aparelhómetro qualquer portátil que emitisse avisos do tipo: Atenção! Aproxima-se um mal entendido. É favor maximizar a comunicação verbal para minimizar naturais mal-entendidos!
Evitava aborrecimentos e reduzia tantas situações constrangedoras ...