domingo, 20 de julho de 2008

Dia da Amizade e do Amigo

Para mim, é importante que duas ou três pessoas saibam da minha vida.
Que conheçam o que comigo se passa, mesmo os acontecimentos mais insignificantes, que compreendam o que eles representam para mim, como me atingem, como me comovem, como me alteram o humor, como me moldam o olhar e o sorriso.
Ainda assim, há alturas em que se torna evidente o motivo pelo qual não partilho, mesmo com os que me são mais próximos e que me conhecem tão bem, cada íntimo instante da minha vida.
Porque há coisas que não se partilham, mesmo com aqueles que não me julgariam, que não me avaliariam a partir do que é malicioso, desonesto, obsceno, ingénuo, infantil ou mesmo tosco em mim.
Aqueles que acumulariam apenas esses factos onde juntam todos os outros, no cantinho da incondicional afeição ao abrigo da Amizade.
Porque a Amizade é estar PERTO, LONGE e DENTRO:
Perto para poder dar as mãos nas horas difíceis, para abraçar consoladamente nas horas tristes e sorrir de prazer e alegria nas horas felizes.
Longe para evitar tropeços no meio do caminho, evitar mágoas diante de uma crise e evitar possíveis decepções vindas de quem se ama.
Dentro para entender e superar essas mágoas, tropeços e decepções.