segunda-feira, 20 de julho de 2009

"Meu amigo é meu mestre, meu discípulo e meu companheiro"

Amizade é um sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou atracção sexual.

Quem é, ou tem um amigo, ou traz no coração esse sentimento, sabe que a amizade vai muito além da definição de um dicionário. No decorrer da vida, nós desfrutamos da companhia de diferentes tipos de amigos. Os amigos de nossa infância, os amigos da escola, o 'melhor' amigo da adolescência, bons colegas de faculdades e de trabalho, amigos com os quais compartilhamos bons e maus momentos, companheiros de patuscadas e divertimento...
À medida que vou envelhecendo e que algumas adversidades se vão colocando no meu caminho (ou será encalço...?) vou guardando memórias com muito carinho de algumas pessoas, que por um motivo ou por outro, contribuíram para eu ser a pessoa que sou hoje. Pessoas que mudaram o meu mundo. Que intensificaram as minhas alegrias, que amenizaram o meu sofrimento, que me confortaram, que me mostraram o caminho.
Passem os anos que passarem, interponha-se qualquer distância, mas jamais poderei esquecer pessoas como a Sandrinha, a Isabel, a Cidália, a Bélinha, o Sérginho, o Zé, o Noné, a Rita, o meu querido primo Luís, a Christine, a Maria de Deus, o Jorge, a Ângela, a Cátia, a Natasha, o Valdemar, a Débora...
Pessoas que valorizo, que estimo e pelas quais nutro muito carinho e consideração!

terça-feira, 14 de julho de 2009

My 36th Birthday Wishlist

Inspirada pela minha querida Rita e com o meu aniversário já ao virar do calendário, não haverá melhor altura que esta para aqui postar uma Birthday Wish List...

*Umas mãozinhas extra para segurar os livros na estante;
*Um bilhete duplo para ir ver os James e os waterboys no dia 7 ao rock one;
*O anel MAEVC do Gil Sousa;
*Férias (pode ser novamente a Punta Cana porque 9 dias estão a 450€);
*O relógio swatch black flower;
*O perfume Sensi Eau Parfum de Giorgio Armani ou o Coral Flower de Lolita Lempicka);
*Uns óculos de sol, redondos, tipo anos 60;
*O cd Hey Ma dos James;
*Um cartão SD com adaptador USB, para transferir fotos do pc para a moldura digital;
*Tempo! Tempo para os meus 2 homens, tempo para leitura, tempo para ir ao cinema, tempo para conhecer lugares novos, ou simplesmente tempo para descontrair...;
*...

Working less, Living more!

Quando se leva uma vida regrada por um trabalho que é um verdadeiro suplício mental, correndo atrás do tempo, com um stress excessivo, noites de pouco sono, falta de exercício, enfim, os factores de risco básicos associados a problemas no coração, a AVC’s e a outras doenças capazes de transformar a nossa vida por completo, qualquer susto aos 35 anos, apesar de aparentemente não deixar quaisquer sequelas, nos levam a (re)considerar os parâmetros pelos quais nos pautamos.
No decorrer desta semana dei por mim a ouvir palavras que diziam que o único tempo que temos garantido é o presente e não se sabe se o futuro nos irá dar oportunidade de dar valor a outros valores. Que, por vezes, a vida parece sem sentido justamente por que não a vivemos. Temos que encontrar forças para mudar isso enquanto ainda temos tempo.
Realmente, ao invés de viver, eu trabalho. Ao invés de me divertir e de verdadeiramente estar com a minha família, levo o tempo a pensar no que está por fazer e acabo gastando o meu tempo, a minha energia e principalmente a minha paciência resolvendo problemas que não vão acrescentar em nada a minha vida.
É óbvio que todos precisamos de trabalhar, mas há uma grande diferença entre trabalhar para viver e viver para trabalhar!
Para já, acho que a única saída para isto é trocar o meu paradigma: "viver mais em menos tempo" por "trabalhar menos e viver mais".
Eu, estou a tentar! Antes que seja tarde demais...!