quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Como é que se chama mesmo...

aquele direito constitucionalmente consagrado e atribuído ao trabalhador para que este não fique psiquicamente incapaz ...?
Aquele, onde se lê que o direito a férias deve efectivar-se de modo a possibilitar a recuperação física e psíquica dos trabalhadores e a assegurar-lhes condições mínimas de disponibilidade pessoal, de integração na vida familiar e de participação social e cultural
Ah! É isso! Férias!!!

Alguém viu as minhas...?

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A saudade é ...

a nossa alma dizendo para onde ela quer voltar...!

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Acendi a minha Vela

Pergunto-me o que sentem os pais de uma criança de 4 anos que morre afogada...
Pergunto-me o que sentem uns pais quando o seu pior pesadelo se torna real...
O quão grande deve ser o desespero e o sentimento de impotência.
Compartilho o pesar de tantos quantos sabem deste infortúnio.
Mas hoje dou graças a Deus. Por ter o meu filhote comigo, por o poder agarrar e beijar sempre que queira, porque na sequência desta tragédia, relembro minuto após minuto o momento em que quase o perdi.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Troca de horários

Desde há uns dias a esta parte que acordo bem cedo. Às 5 da manhã! E às 6 já estou sentada ao computador (maravilhas de trabalhar praticamente em casa e de ter serviço que nunca mais acaba...)
Só que acordo com a sensação de estar mais cansada do que estava quando me deitei. É claro que quando chega às dez da noite estou caindo para o lado.
Eu estou cansada com ouvir o ditado “deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!” e até acredito que haja algum fundo de verdade no dito, mas também acredito que será acordar e deitar cedo por vontade própria!