quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Eu e a Vida

Tem dias que me lamento da vida, maldigo os meus dias, queixo-me do meu trabalho.
Estes últimos dias têm sido desses.
Depois recebo a visita de uma amiga que tem 3 filhotes, que à mãe foi detectado cancro há uns meses e por isso ela teve que deixar o trabalho para a ajudar, que o marido ficou sem trabalho e com vencimentos por receber e que no final do mês passado ficou sem o pai por um enfarte do miocárdio.
...
Depois... bem, depois julgo novamente a minha vida e apercebo-me do quanto afortunada sou!

1 comentário:

Mamã artesã disse...

Sempre que me sinto triste e desiludida com a vida, penso naquelas pessoas que têm menos que eu e que, mesmo assim, são bastante felizes, dando graças pelo que têm e penso: "Se são felizes com o pouco que têm, por que é que não me sinto feliz com o muito que tenho?..."

Nunca ninguém está satisfeito com o que tem e quer sempre mais.

Beijocas
Sofia